Deuxieme


quinta-feira, janeiro 15, 2009

Globos.

Só para termos uma ideia do tempo que já passou desde que foram anunciados os vencedores dos Globos de Ouro, entre domingo e hoje, a gasolina voltou a subir, Cristiano Ronaldo foi eleito o melhor jogador do mundo pela FIFA, e Osama Bin Laden deu novamente sinais de vida. Por esta altura, já não será novidade para ninguém quem ganhou o quê. Ainda assim, precavendo os afincados operários sem um minuto de descanso, que não conseguem acompanhar as últimas de Hollywood com a mesma facilidade – e, partindo do principio risível de que este blog é o local escolhido para o fazer quando têm hipótese –, aqui fica a lista completa.

Agora, sobre a edição deste ano e do seu significado para a próxima cerimónia dos Oscar, estamos em crer que acabámos de assistir aos Globos de Ouro mais inconclusivos de sempre. No dia seguinte, os ACE anunciaram os seus nomeados. Frost/Nixon, Slumdog Millionaire, The Dark Knight, The Curious Case of Benjamin Button, e Milk. Os cinco do costume. Os cinco que têm figurado em quase todas as listas de cinco finalistas, na categoria de Drama – recorde-se que Milk não foi nomeado para os Globos, mas The Reader. E, por esta altura, estranhamente, ainda parece prematuro afirmar quem leva vantagem. Se apenas dois ou três estivessem sempre presentes, mais facilmente se identificaria um favorito. No entanto, isto não muda. São sempre os mesmos. E, apesar de Slumdog Millionaire ter levado para casa os Globos de Melhor Filme de Drama, Melhor Realizador, Melhor Argumento e Melhor Banda Sonora, o filme de Danny Boyle não saiu do Beverly Hilton Hotel com qualquer avanço em relação aos demais. Aliás, a existir um vencedor em toda a linha que não adiantasse nada à corrida, era Slumdog Millionaire. Estamos a falar da Imprensa Estrangeira de Hollywood. É natural que haja uma inclinação para premiar obras que não respirem o ar de Los Angeles. Qualquer um dos outros três a levar os Globos – The Reader não entra nestas contas – e a história seria outra.

Ao mesmo tempo, é possível concluir que as grandes ameaças a estes cinco, no que à categoria de Melhor Filme diz respeito, não provém da lista de nomeados ao Globo de Ouro de Melhor Filme Comédia ou Musical. O único que ainda pode sonhar com a nomeação ao principal Oscar é Happy-Go-Lucky. Ver Vicky Cristina Barcelona nomeado seria, no mínimo, injurioso, se nos lembrarmos que o belíssimo Match Point, muito mais ovacionado, falhou o feito. Na verdade, quando já falta menos de uma semana para conhecermos os nomeados, acreditamos mais na nomeação de The Wrestler, The Reader ou, até mesmo, Doubt. No entanto, os dois outsiders que nos parecem melhor posicionados, e que podem aparecer quase sem dar por eles, com hipóteses de surpreender inclusive ainda mais lá para o final da corrida, são Wall-E e Gran Torino. Sobretudo, este último. O filme de Eastwood estreou na última semana do ano, e muitos não viram os screeners a tempo. Ou seja, nas nomeações para os Globos, talvez mais de metade dos membros ainda não tinha visto o trabalho de Eastwood. Este fim-de-semana, Gran Torino liderou o box office, nos Estados Unidos. E, se há coisa que já aprendemos ao longo dos anos, é que a AMPAS gosta de filmes que se portem bem nas bilheteiras. Neste momento, Gran Torino será possivelmente o mais forte candidato a importunar um dos cinco senhores que acha que a nomeação já cá canta. O robot da Pixar também tem direito a sonhar. Agora, se já é difícil imaginar um daqueles cinco de fora, dois já roça o domínio do inadmissível. Ainda assim, num ano marcado por uma hegemonia perturbante, a Academia de Hollywood quererá certamente deixar a sua marca. Como sempre. Nathaniel Rogers captou bem o espírito de indignação que alguns críticos começam a sentir, ao fim de algumas semanas a ver quase sempre os mesmos cinco nomeados.

"I’m so confused right now. I swear that I saw 113 movies in 2008 and I’m beginning to think that I imagined 108 of them. Did I? Are these the only 5 movies that came out in 2008? It sure seems like it. Who knew that movie theaters were so empty all year? I specifically remember being in movie theaters and in all kinds of places and weather, too. Am I losing my mind?".

Porque a AMPAS gosta de manter uma identidade própria, e nomear obras que, por vezes, até não se percebe muito bem como é que entraram ali, estamos em crer que estas cinco não serão as finalistas na categoria de Melhor Filme. Até podem ser as melhores do ano, não é isso que está em causa – mas devia. Contudo, uma delas, pelo menos, deverá ficar de fora. Seis dias para sabermos qual.

Bruno Ramos

Menu Principal

Home
Visitantes
Website Hit Counters

CONTACTO

deuxieme.blog@gmail.com

Links

Descritivo

"O blogue de cinema"

  • Estreias e filmes em exibição
  • Próximas Estreias
  • Arquivos

    Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011

    Powered By





     
    CANTINHOS A VISITAR
  • Premiere.Com
  • Sound + Vision
  • Cinema2000
  • CineCartaz Público
  • CineDoc
  • IMDB
  • MovieWeb
  • EMPIRE
  • AllMovieGuide
  • /Film
  • Ain't It Cool News
  • Movies.Com
  • Variety
  • Senses of Cinema
  • Hollywood.Com
  • AFI
  • Criterion Collection