Deuxieme


sábado, abril 04, 2009

Próxima senha, Patricia Clarkson.

Num dos mais majestosos episódios de Seinfeld, Kramer é contratado como figurante num filme de Woody Allen. A única coisa que tem de fazer é andar na rua com um saco de compras. Contudo, desajeitado como só ele, Kramer tropeça e deixa cair tudo. Allen ri-se da parvoíce, e decide promove-lo a secundário. Num papel muito, mas mesmo muito secundário, Kramer tem apenas uma deixa em mãos. These pretzels are making me thirsty. O resto é uma das melhores cenas da série.

E, fosse Kramer um tipo mais equilibrado e, como dizê-lo, menos homem, e, provavelmente, esta frase teria bastado para arrancar uma nomeação para um Oscar da Academia. Depois de Diane Keaton, Mariel Hemingway, Jennifer Tilly, Mira Sorvino, Diane Wiest, Samantha Morton, Judy Davis, Geraldine Page, Maureen Stapleton, e Penélope Cruz, Patricia Clarkson parece querer juntar-se ao clube de actrizes que viram a varinha mágica de Allen contribuir, e de que maneira, para uma nomeação a um Oscar. Whatever Works passou esta quinta-feira no ShoWest e, pese embora a distribuidora tenha exigido silêncio absoluto por parte dos críticos até ao próximo dia 22, dia em que passará no Festival de Tribeca, alguns opinantes não aguentaram a angústia e colocaram na net aquilo que se pode apelidar de critica precoce. A mais importante de todas elas, anonimamente colocada no Film Experience, aplaude o filme, e dá o toque relativamente à interpretação de Clarkson. No filme, mãe de Evan Rachel Wood.

Patricia Clarkson storms into the movie after approximately 40 minutes, and plays a role in many ways comparable to Penélope Cruz’s tempestuous Oscar-winning Maria Elena. While I was initially skeptical of Allen’s treatment of Wood as a young Lolita, Clarkson actually plays the much more sexualized character. After showing up on Boris’s doorstep in a hot pink ensemble (scrunchy included!) fit for the Southern pageant circuit, she is quickly awakened to the culture of New York … Her character transitions from praising Jesus to opening an exhibit of nude collages. Clarkson is dynamic and sexy and once again demonstrates her unbeatable range. I don’t think it is any stretch to consider her worthy of this year’s Oscar race”.

Alex Billington, do First Showing, assina a critica – caracterizada apenas como partilha de informação – e, apesar de não especificar sobre o desempenho de Clarkson, aproveita para transmitir a ideia de estarmos perante um magnífico trabalho de Allen.

Even if you're not the biggest Woody Allen fan (or even if you are), Whatever Works is definitely worth seeing, whenever it comes to theaters. Writing a character for and casting Larry David was one of the best choices Allen has made in recent years. And with the right amount of positive buzz, this might end up becoming a bigger hit than his last few films. I will certainly say that it deserves to be one!”.

A Mónica de Friends tinha uma expressão para estas ocasiões. I think I just had a tiny orgasm.

Alvy Singer

Etiquetas: , ,

Menu Principal

Home
Visitantes
Website Hit Counters

CONTACTO

deuxieme.blog@gmail.com

Links

Descritivo

"O blogue de cinema"

  • Estreias e filmes em exibição
  • Próximas Estreias
  • Arquivos

    Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011

    Powered By





     
    CANTINHOS A VISITAR
  • Premiere.Com
  • Sound + Vision
  • Cinema2000
  • CineCartaz Público
  • CineDoc
  • IMDB
  • MovieWeb
  • EMPIRE
  • AllMovieGuide
  • /Film
  • Ain't It Cool News
  • Movies.Com
  • Variety
  • Senses of Cinema
  • Hollywood.Com
  • AFI
  • Criterion Collection