Deuxieme


quarta-feira, julho 08, 2009

O início da longa caminhada.

Photobucket

Aos poucos, The Hurt Locker começa a conquistar um lugar ao sol. À partida, neste cenário de recessão pré-apocalíptica regado com um vírus gripal incansável, a ideia de passar duas horas numa sala de cinema a ver um filme sobre desarmamento de minas e bombas em plena Bagdad, está longe de ser das mais acolhedoras. Os cânones da sociologia mostram-nos que, em tempos de crise, o que se quer é festarola. Todos os Superbads e Famílias à Beira de Um Ataque de Nervos deste mundo não chegam. Para não irmos mais longe, na temporada televisiva de 2001/02, as principais sitcoms norte-americanas registaram, em média, um aumento 15% no share de audiência. O reconforto paga-se a peso de ouro. Mas, caramba, sabe bem como tudo. Rir será sempre o melhor remédio. Agora, um filme como The Hurt Locker não tem culpa de ter os atributos que tem – a constar pelo que se diz lá fora, é bem apetitoso –, nem tão pouco, da conjectura mundial. Se a obra de Kathryn Bigelow for mesmo tão boa como por aí se apregoa, podemos estar de facto perante o primeiro grande título sobre o mais recente conflito no Médio Oriente. Ultrapassando alguns favoritos que já o eram antes de ser, The Hurt Locker afigura-se em meados de Julho como o primeiro candidato assumido a umas quantas nomeações na próxima temporada de prémios. O Festival de Veneza poderá não ter passado de uma pequena amostra da verdadeira ovação que aguarda Bigelow lá mais para a frente. No inicio desta semana, os primeiros oito minutos do filme chegaram à Net. Com a mesma facilidade, de lá saíram. Hoje, porque há gente insistente, estão de volta. Mas, apenas no Hulu. O mesmo é dizer, quem não vive nos Estados Unidos pode chuchar no dedo. Chuchar no dedo, enquanto vê este clip exclusivo no site da Apple. Uma cena intensa até mais não, com os comentários da realizadora e do argumentista Mark Boal. Um minuto apenas chega para nos deixar agarrados. Um filme que parecia destinado a um diminuto nicho vê-se, subitamente, graças ao boca-a-boca, no centro de uma campanha maciça. Até os posters já dão ares de mainstream. É o preço da fama.

Bruno Ramos

Etiquetas: ,

4 Comments:

Anonymous Marco Santos said...

There's no denying it The hurt locker, is a serious hurt (contender) to the oscars... lol [bad] puns aside... parece-me ser um filme magnifico.

9 de julho de 2009 às 01:49  
Anonymous Gustavo H.R. said...

Já saiu em DVD no Brasil.
Tomara que Bigelow chegue mesmo aos Óscares.

9 de julho de 2009 às 02:24  
Blogger Passenger said...

Já vi, Não gostei muito e acho que não chegará aos Óscares, não tem nem perfil para isso nem qualidade para justificar o "hype" que está a ter (se é que realmente está a ter algum). É um filme muito episódico, filmado de forma muito displicente e com um final algo desagradável. O Jeremy Renner é um actor subvalorizado, mas os nomes conhecidos que aparecem no poster têm papéis com 3-4 linhas, não se deixem enganar :P

9 de julho de 2009 às 23:57  
Blogger Margarida said...

É um dos que me desperta mais curiosidade e que aguardo ansiosamente... parece-me um filme excelente!

15 de julho de 2009 às 21:43  

Enviar um comentário

<< Home

Menu Principal

Home
Visitantes
Website Hit Counters

CONTACTO

deuxieme.blog@gmail.com

Links

Descritivo

"O blogue de cinema"

  • Estreias e filmes em exibição
  • Próximas Estreias
  • Arquivos

    Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011

    Powered By





     
    CANTINHOS A VISITAR
  • Premiere.Com
  • Sound + Vision
  • Cinema2000
  • CineCartaz Público
  • CineDoc
  • IMDB
  • MovieWeb
  • EMPIRE
  • AllMovieGuide
  • /Film
  • Ain't It Cool News
  • Movies.Com
  • Variety
  • Senses of Cinema
  • Hollywood.Com
  • AFI
  • Criterion Collection