Deuxieme


segunda-feira, novembro 02, 2009

Sem qualquer espécie de dúvida, o burro sou eu.

Tal como a escravatura, a gatunagem é problema que só existe quando nos encontramos do lado errado da barricada. Tenha um individuo a fortuna de estar enraizado na laia dos gatunos e, talvez nunca na vida se venha a deparar com a desgraça de lhe irem ao bolso. Mais sorte terá gatuno que ouse roubar outro da sua espécie. Aí, não só vê a sua condição melhorada, como ainda receberá dos demais uma palmadinha nas costas. Só assim se explica o douto provérbio Ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão. Curiosamente, ladrão rima igualmente com prisão. No entanto, que saibamos, nenhum ditado por estas bandas joga com a fonética destes dois vocábulos. Para quem acredita na libertinagem nacional, não deixa de ser sintomático que a gente lusa associe o termo ladrão a perdão, deixando ajuizadamente de parte o de prisão, que nada tem que ver com o assunto. Vá lá, livrámo-nos da bênção. Agora, a que propósito falamos neste espaço de ladroagem? Ainda para mais, após um novo longo período de ausência. Pois bem, recentemente, resolvi escolher um dos muitos centros comerciais que proliferam por Lisboa para dois dedos de conversa. Como o adiantado da hora convidava à ultima refeição do dia, a escolha residiu sobre o espaço comum de restauração, destinado a todos aqueles que transportam a comida num tabuleiro. Hora e meia depois de estar sentado, dois homens, na ternura dos quarenta, aprochegam-se à mesa onde me encontrava com o intuito de alertar para o casaco colocado nas costas da cadeira. Um deles dizia-se marido de uma funcionária do estabelecimento em frente, e tinha conhecimento de que aquela era uma zona problemática de centro, com furtos frequentes a serem servidos a todas as horas com o menu do dia. Na altura, agradeci a atenção e aproveitei para tranquilizar o samaritano, confirmando que a carteira se encontrava segura, no bolso de dentro do casaco. Menos de um quarto de hora depois, ao levantar-me para abandonar o local, constato que o casaco está mais leve. As chaves estão lá. O telemóvel também. A carteira não. Viro-me para trás, e vejo os dois conselheiros a jantar serenamente. Pergunto se viram alguma coisa. Garantem que não. Com ar surpreendido perguntam se tenho tudo comigo. Dez minutos antes, tinham advertido para a naturalidade com que desapareciam carteiras por ali. Caramba, estavam mais perplexos do que eu. As peças do puzzle não tardaram a encaixar. Dois agentes da PSP ainda se deram ao trabalho de trocar impressões e revistar os suspeitos, mas a carteira há muito que havia abandonado aquelas paragens. Contudo, foi ao ver toda aquela cena à distância, que me penitenciei pelo ensinamento esquecido de Casablanca (Michael Curtiz, 1943). Creio que Murphy não se debruçou ainda sobre o tema, nem tão pouco teve tempo para formular qualquer corolário sobre o mesmo. No entanto, podemos talvez avançar com um axioma que diz qualquer coisa como: “Quando alguém nos avisa que devemos ter cuidado, é porque cuidado apenas não chega. É preciso também não tirar os olhos de quem nos avisa”. Cheguei a casa, e coloquei o Dvd apenas para rever a parte com o carteirista de Curt Bois, logo no inicio. Acabei por deixar o disco ir até ao fim. Hoje, depois de nova ausência, o regresso ao blog. Se calhar, há males que vêm mesmo por bem. Escusado será dizer que, provas houvesse, e os ditos cujos sentados atrás de mim bem que podiam ter o mesmo fado de Curt Bois.

Alvy Singer

Menu Principal

Home
Visitantes
Website Hit Counters

CONTACTO

deuxieme.blog@gmail.com

Links

Descritivo

"O blogue de cinema"

  • Estreias e filmes em exibição
  • Próximas Estreias
  • Arquivos

    Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011

    Powered By





     
    CANTINHOS A VISITAR
  • Premiere.Com
  • Sound + Vision
  • Cinema2000
  • CineCartaz Público
  • CineDoc
  • IMDB
  • MovieWeb
  • EMPIRE
  • AllMovieGuide
  • /Film
  • Ain't It Cool News
  • Movies.Com
  • Variety
  • Senses of Cinema
  • Hollywood.Com
  • AFI
  • Criterion Collection