Deuxieme


quarta-feira, fevereiro 03, 2010

Cemetery Junction - Poster.

Photobucket

Ricky Gervais deu a conhecer o primeiro poster de Cemetery Junction, nova colaboração ao lado de Stephen Merchant, no seu blog. Nada de relevante a apontar. Já todos estamos mais que habituados ao aspecto andróide de qualquer ser humano na era do photoshop.

Alvy Singer

Etiquetas: ,

A outra ilha para além de Lost.

Parece que hoje é dia São DiCaprio neste recanto da blogosfera. Depois do vídeo verde ao inicio da tarde, aqui ficam vinte imagens em alta resolução de Shutter Island – cortesia do Collider –, mais recente título do actor sob as ordens de Martin Scorsese, a estrear entre nós no próximo dia 22. Já que estamos com a mão na massa, o novo spot televisivo, chegado ao pequeno ecrã norte-americano esta semana.

Bruno Ramos

Etiquetas: , , , , ,

Kick-Ass - Trailer.

Quando pensávamos já não poder existir mais nada que nos levasse a querer ver Kick-Ass ainda mais, eis que nos chega um novo trailer, todo aprumado, com ritmo, e a pressionar todas as teclas certas que ficaram ainda por pressionar. O filme de Matthew Vaughn tem tudo para ser um fartote de geekeza. Vai para ali um mar de semelhanças para com o mais típico nerd que faz da tradicional ida à Comic-Con o ponto alto do seu ano, que é uma coisa parva. Este trailer vem apenas comprovar o estatuto de altamente antecipado de que este título goza há já largos meses. Não era preciso mais nada. Bastava ouvir a metáfora sobre o Batmobile, ou a deliciosa taglineWith no power comes no responsabilites”, para perceber que podermos estar perante um dos fenómenos do ano. O filme relata-nos a história de Dave Lizewski (Aaron Johnson), um adolescente fanático por comic-books, que decide transformar a sua obsessão em inspiração, e tornar-se num herói de carne e osso. Como qualquer super-herói que se preze, arranja um nome – Kick-Ass –, e uma fatiota a condizer. Sem esquecer a máscara. A partir daí, é arriar forte e feio nos canalhas. Sem super poderes. Contudo, a sua vida jamais voltará a ser a mesma, à medida que vai influenciando um sub-mundo de imitadores, entre eles uma pequena rebelde de onze anos, Hit Girl (Chloe Moretz) e o seu pai, Big Daddy (Nicolas Cage). Mundo maravilhoso este, em que red-band trailer significa perceber que se falsear a minha data de nascimento posso ouvir as vez que me apetecer a palavra cock.

<a href="http://video.msn.com/?mkt=en-GB&from=sp&vid=df8e1600-9d67-47ce-9b2b-6171d203b64d" target="_new" title="Kick-Ass - Trailer">Video: Kick-Ass - Trailer</a>

Bruno Ramos

Etiquetas: , , , ,

Eco-acting.

A mensagem é importante, sim senhor. É certo que os destinatários são outros, contudo, a referência fica feita. Ao mesmo tempo, o vídeo conta com Leonardo DiCaprio à cabeça. O que nos relembra que Inception (A Origem), já tem data de estreia marcada entre nós. 22 de Julho. Em plena época balnear, nada como um thriller de Christopher Nolan para poupar no protector solar.

Alvy Singer

Etiquetas: , , , , , ,

terça-feira, fevereiro 02, 2010

Oscars - Nomeações.

Por volta das 13h30, neste post, com streams para acompanhar em directo. Vamos mas é aconchegar já o estômago, que mais logo isto pode cair mal com surpresas indesejadas.

Edit - Oscars.org - Stream.

Melhor Filme
Avatar
The Blind Side
District 9
An Education
The Hurt Locker
Inglourious Basterds
Precious
A Serious Man
Up
Up in the Air

Actriz Secundária
Penelope Cruz, Nine
Vera Farmiga, Up in the Air
Maggie Gyllenhaal, Crazy Heart
Anna Kendrick, Up in the Air
Mo’Nique, Precious

Actor Secundário
Matt Damon, Invictus
Woody Harrelson, The Messenger
Christopher Plummer, The Last Station
Stanley Tucci, The Lovely Bones
Christoph Waltz, Inglourious Basterds

Actriz
Sandra Bullock, The Blind Side
Helen Mirren, The Last Station
Carey Mulligan, An Education
Gabby Sidibe, Precious
Meryl Streep, Julie & Julia

Actor
Jeff Bridges, Crazy Heart
George Clooney, Up in the Air
Colin Firth, A Single Man
Morgan Freeman, Invictus
Jeremy Renner, The Hurt Locker

Realizador
James Cameron, Avatar
Kathryn Bigelow, The Hurt Locker
Quentin Tarantino, Inglourious Basterds
Lee Daniels, Precious
Jason Reitman, Up in the Air

Argumento Original
Hurt Locker, Mark Boal
Inglourious Basterds, Quentin Tarantino
The Messenger, Alessandro Camon e Oren Moverman
A Serious Man, Joel Coen e Ethan Coen
Up, Bob Peterson, Pete Docter, História por Pete Docter, Bob Peterson e Tom McCarthy

Argumento Adaptado
District 9, Neill Blomkamp e Terri Tatchell
An Education, Nick Hornby
In the Loop, Jesse Armstrong, Simon Blackwell, Armando Iannucci e Tony Roche
Precious, Geoffrey Fletcher
Up in the Air, Jason Reitman e Sheldon Turner

Filme Estrangeiro
Ajami
Secreto Ojos
Milk of Sorrow
Un Prophete
The White Ribbon

Filme de Animação
Coraline, Henry Selick
Fantastic Mr. Fox, Wes Anderson
Princess and the Frog, John Musker e Ron Clements
Secret of Kells, Tomm Moore
Up, Pete Docter

A lista completa de nomeados pode ser consultada aqui.

Alvy Singer

Etiquetas:

O futuro em 2010.

Num post mais abaixo, um ilustre anónimo e o Cachimbo, leitor deste blog, dissertam sobre a interpretação de Abbie Cornish em Bright Star. Sem termos visto ainda os desempenhos de Sandra Bullock, Carey Mulligan, Helen Mirren e Gabourey Sidibe – isto está bonito –, temos a dizer que estes só podem ser banhados a ouro, caso Cornish fique mesmo pelo caminho na corrida aos Oscars deste ano. Depois da omissão do ano passado com Kate Winslet (Revolutionary Road) – culpem-se as regras –, parece que a Academia se prepara para voltar a deixar de fora quem, porventura, merecia ir mais além. Valha-nos a Vanity Fair para salvar a honra do convento. Hollywood pode esquecer-se de Cornish, mas Annie Leibovitz sabe bem que rostos femininos deve fotografar neste inicio de 2010. Chamada à capa – não nas dobras que lhe seguem –, Cornish faz-se acompanhar de Kristen Stewart e Carey Mullingan. Longe de ser um Oscar, não deixa de ser um reconhecimento justíssimo a uma actriz que merecia mais flashes nesta temporada. Ao lado deste trio, diga-se, podemos ver (da esquerda para a direita) Amanda Seyfried, Rebecca Hall, Mia Wasikowska, Emma Stone, Evan Rachel Wood e Anna Kendrick. O behind the scenes habitual, no site da Vanity Fair.

Bruno Ramos

Etiquetas: , , , , , , , ,

Há mais azul para além de Avatar.

Se, marcar presença no Festival de Sundance já é motivo de orgulho, sair de lá com meia dúzia de elogios no bolso, melhor ainda. Apesar de não ter arrecadado qualquer galardão, Blue Valentine passou com distinção pelo certame que elegeu Winter’s Bone (Debra Granik) e o documentário Restrepo (Sebastian Junger and Tim Hetherington) como os grandes vencedores. A estreia de Derek Cianfrance parece ter corrido bem, e a Weinstein Co. não demorou a deitar-lhe a mão. A compra foi oficializada no passado Domingo, poucos dias depois de terem começado a chover aplausos às interpretações de Ryan Gosling e Michelle Williams. Na pele de um casal à beira da ruptura, a dupla de protagonistas conduz-nos pelas atribulações de um romance perdido. Na esperança de salvar o seu casamento, Cindy (Williams) e Dean (Gosling) decidem passar uns tempos num hotel. Quebrar a rotina. Quando os vemos, anos antes, no inicio da sua relação, percebemos que os sonhos e paixões de outrora rumaram para paragem incerta. Agora, é certo que houve quem o apelidasse de entediante. Contudo, no que respeita às interpretações, as opiniões não diferem muito. Diz Duane Byrge, do Hollywood Reporter:

Fortunately, the performances are fleshed out and telling. Gosling layers his character's charm with an eruptive and credible anger. In his down-spiraling antics and tantrums, he is understandable and sympathetic. Williams stirs her performance splendidly: Her contained actions powerfully reveal the despair and hopelessness of a woman who was once a vibrant bride”.

Mais entusiasta, Owen Gleiberman, da Entertainment Weekly.

With stars like Ryan Gosling and Michelle Williams giving performances that sear, delight, and break your heart, it would be sheer madness if this movie languished — and, frankly, it won’t happen. But I think what people are really asking is a question about the audience: How many moviegoers today, even those who seek out independent films, are going to want to spend two hours tasting the bittersweet vibe of this sad, troubled marriage?”.

No entanto, nada como ouvir uma breve descrição da boca de quem o escreveu. Aqui ficam as palavras de Cianfrance sobre este título. Para quem não tiver paciência de ver o vídeo, o cineasta resume bem as coisas. It’s about love and hate. Fighting and fucking. Convenceu-nos.

Bruno Ramos

Etiquetas: , , ,

The Outrage - Teaser Trailer.

Devido à sua pro-actividade, certos realizadores levam-nos a que falemos deles mais do que gostaríamos. Outros existem, mais pacatos, dos quais gostaríamos muito mais de falar. Takeshi Kitano é um destes últimos casos. O realizador de Hana-Bi mantém uma periodicidade laboral admissível. Ano sim, ano não. Contudo, em nosso entender, isto resolvia-se bem era com um despacho do ministério da cultura nipónico. Kitano é daqueles que podia muito bem passar sem o direito a folgas, férias e greve. Ano sim, ano sim, atrás das câmaras. Em prol do cinema de qualidade. Cinema esse que parece estar de regresso em 2010 – já não era sem tempo – com a chegada de The Outrage. Com a sua mais recente película, depois de alguns filmes onde aproveitou para experimentar outros géneros, o cineasta volta a mundo que lhe é particularmente querido. O do crime organizado. Filho pródigo a casa retorna, e era apenas uma questão de tempo até o realizador revisitar uma longa-metragem sobre gangsters. Aliás, foi com este tipo de filmes que se construiu a marca Kitano ao longo das últimas duas décadas. O teaser trailer chegou à Web no final da passada semana, e já dá para auscultar o ambiente. Uma sinopse meio ranhosa diz-nos que a história começa com um tal de Sekiuchi (Kitamura Soichiro), lider dos Sannokai, grupo que controla o crime organizado na região de Kanto, a transmitir um sinal de alerta que não deve passar despercebido pelo seu tenente Kato (Miura Tomakazu) e braço direito Ikemoto (Kunimura Jun), lider dos Ikemoto-gumi. A ordem passa por pôr na linha o grupo dos Murase-gumi, que não respondem a ninguém. Aqui fica o trailer, sem qualquer legenda. E, assim é que devia ser. Quais filmes dobrados, qual quê? Aqui, até dispensamos legendas quando se fala japonês. Não se percebe patavina, mas dá para ter uma ideia. Até porque, qualquer dúvida na interpretação, é relembrar os promos das temporadas de Os Sopranos.

Bruno Ramos

Etiquetas: ,

Menu Principal

Home
Visitantes
Website Hit Counters

CONTACTO

deuxieme.blog@gmail.com

Links

Descritivo

"O blogue de cinema"

  • Estreias e filmes em exibição
  • Próximas Estreias
  • Arquivos

    Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011

    Powered By





     
    CANTINHOS A VISITAR
  • Premiere.Com
  • Sound + Vision
  • Cinema2000
  • CineCartaz Público
  • CineDoc
  • IMDB
  • MovieWeb
  • EMPIRE
  • AllMovieGuide
  • /Film
  • Ain't It Cool News
  • Movies.Com
  • Variety
  • Senses of Cinema
  • Hollywood.Com
  • AFI
  • Criterion Collection