Deuxieme


sexta-feira, fevereiro 23, 2007

Justiça para Morricone!


Uma das maiores injustiças de sempre da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, será finalmente reparada no próximo dia 25 de Fevereiro de 2007 quando Ennio Morricone receber o Oscar Honorário pela sua carreira. O multifacetado compositor e maestro até agora nomeado apenas por cinco vezes para o Oscar de melhor banda sonora pelos filmes Os Dias do Paraíso (1978), A Missão (1986), Os Intocáveis (1987), Bugsy (1991) e Malèna (2000), tem, assim,a sua mestria finalmente reconhecida pela Academia. Morricone foi responsável por quase 400 (!) bandas sonoras e colaborou frequentemente com o realizador Sérgio Leone, numa das mais valorosas parcerias da história do cinema. Nos westerns de Leone (O Bom, o Mau e o Vilão, Por um Punhado de Dólares, entre outros) o compositor revolucionou a maneira de escrever música para o género através do uso da instrumentação alicerçada à melodia. Esquecidas pela Academia ficaram, por uma razão ou por outra, as composições musicais para as absolutas obras-primas Aconteceu no Oeste (1968), Era uma vez na América (1984) e Cinema Paraíso (1988). O italiano é, assim, o segundo compositor a receber este Oscar, depois do norte-americano Alex North em 1985.

3 Comments:

Blogger Luis Oliveira said...

Por acaso não concordo com o Óscar. Por uma razão muito simples: é um verdadeiro prémio-toma-lá-que-tás-quase-a-morrer -e-nós-queremos-corrigir-mais-uma- injustiça-da-qual-não-temos-vergonha. E nesse sentido, dar-lhe o Óscar é o mesmo que dar uma prenda de aniversário por favor em vez de ser por amizade, é só mesmo para a fotografia ficar bem.

Até me parece que a categoria "Óscar Honorário Anual" foi mesmo uma expressão eufemística que mascara e esconde as injustiças da Academia ao longo de todos estes anos. É uma forma subtil de dizer que não se esqueceram dos melhores, mas sem pedirem desculpa.

Devo até referir que o próprio Morricone, em entrevista a um site noticioso qualquer, afirmou que nem deveria aceitar o Óscar, precisamente por ser entregue da forma como vai ser. Era mesmo essa a vontade dele, querer ficar lembrado na História como alguém que nunca ganhou um Óscar, e servir como uma espécie de mártir por uma causa cada vez mais perdida. E toda a razão tem ele, eu faria exactamente isso no lugar dele.

Um Óscar entregue desta forma não tem significado algum. Tenho a banda sonora completa em que ele e o Leone trabalharam juntos, e é inconcebível ele nunca ter ganho nada. Inconcebível.

24 de fevereiro de 2007 às 03:23  
Anonymous Pedro Baltarejo said...

Sem dúvida que o Oscar honorário é bem merecido. Por mais contorvésia que este facto possa gerar, claro que a academia muitas vezes não terá sido justa pois quem não se lembra das belíssimas composições de Aconteceu no Oeste e Era Uma Vez na América. Escandalosamente esquecidas. Este prémio sabe a amargo, mas concerteza que objectivo de Ennio Morriconne, não sera ganhar uma ou outra honra. Nem ficará conhecido como o homem que nunca ganhou o Oscar, mas antes como o génio que sem dúvida alguma soube concilar de forma exímia a imagem em conjunto com a música, especialmente nos filme de Sergio Leone. Um mestre que certamente esta na história não pelos prémios mas pela sua versatilidade enquanto compositor nos mais diferentes tipos de filme.

26 de fevereiro de 2007 às 05:46  
Blogger David Salvador said...

Bom na minha opinião este Oscar honorário é mais que mercido, sim é verdade que a academia não pode agradar a gregos e a troianos, também é verdade que o Morricone teem filmes mais que capazes de ganhar um oscar, como "O bom o mau e o vilão" entre outros, mas para podermos criticar temos de ver em que por que razões não ganhou o oscar, quais os filmes que também estavam nomeados e quais venceram... Temos um exemplo parecido este ano, Martin Scorcese nunca tinha ganho, sem dúvida que teem filmes dignos de oscar, que talvez o "The Departed" não é o seu melhor filme (minha humilde opinião), mas perdeu sempre para filmes tão bons ou melhores (discutivel claro) que os seus.

Penso que estes Oscares honorários são uma muito boa ideia da Academia, pois premeiam não um filme ou uma categoria técnica, mas sim uma carreira!

27 de fevereiro de 2007 às 03:28  

Enviar um comentário

<< Home

Menu Principal

Home
Visitantes
Website Hit Counters

CONTACTO

deuxieme.blog@gmail.com

Links

Descritivo

"O blogue de cinema"

  • Estreias e filmes em exibição
  • Próximas Estreias
  • Arquivos

    Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011

    Powered By





     
    CANTINHOS A VISITAR
  • Premiere.Com
  • Sound + Vision
  • Cinema2000
  • CineCartaz Público
  • CineDoc
  • IMDB
  • MovieWeb
  • EMPIRE
  • AllMovieGuide
  • /Film
  • Ain't It Cool News
  • Movies.Com
  • Variety
  • Senses of Cinema
  • Hollywood.Com
  • AFI
  • Criterion Collection