Deuxieme


segunda-feira, abril 16, 2007

17 - American Gangster

Os sinais são bons. Tem gangsters, armas, tráfico de drogas, polícias corruptos, e uma mão cheia de indivíduos que não conhecem o conceito “jogar pelo seguro”.

Baseado numa história verídica, Crowe desempenha o papel do detective Richie Roberts, o chefe de uma unidade especial cujo único objectivo é limpar as ruas de Nova Iorque, e liquidar uma nova ameaça de traficantes. Washington é Frank Lucas, o maior traficante de heroína de Harlem e um homem que abraçou o espírito empreendedor com zelo religioso.

Esta é uma perseguição gato-rato do mais alto nível. Dois homens com personalidades distintas, cujo único ponto em comum é a obsessão pela concretização dos seus propósitos. Ambos têm defeitos, e os seus mundos entrarão em conflito. Um apaixonado e violento, mas correcto polícia, e um traficante com uma vida estabilizada, família e casa, e um produto da mais refinada qualidade, capaz de matar qualquer um.

O filme teve para ser realizado por Terry George, com Don Cheadle e Joaquin Phoenix nos principais papéis. Antoine Fuqua, com Washington e Del Toro também foi uma hipótese. Mas Brian Grazer, o produtor do filme, não podia ter ficado mais contente com o resultado final: “É como ter os melhores jogadores de ténis do mundo”. Esqueceu-se foi de dizer que ter Scott como árbitro também não deve ser nada mau.

Um ano depois de The Departed – Entre Inimigos, talvez esta não seja a melhor altura para o filme surgir. Esperamos que as pegadas deixadas pela obra de Scorsese não sejam demasiado fundas, e que American Gangster não desapareça sem deixar rasto.

Alvy Singer

Etiquetas: , , ,

1 Comments:

Anonymous Luís Oliveira said...

Ok ok ok.. tem bons actores, um bom realizador e parece ter tudo bem encaminhado.

Contudo (há sempre um "mas"), já começa a ficar entediante ver tanto filme igual nas salas de cinema. É que esta gente podia esmerar-se um bocado, e fazer algo de mais original. A história da dicotomia humana entre traficante e detective que o persegue já está mais que contada, e há muito poucos actores que a possam recontar de forma diferente, e estes não me parecem sê-lo, não desfazendo a sua qualidade.

Para além de que a época dos policiais já passou há muito, e poucos a conseguiram revivá-la adequada, embora temporariamente.

Já imagino o resultado: um início prometedor que se vai desvanecendo à medida que o filme corre, umas piadas novas pelo meio, uma tentativa em vão do Washington em fazer de Humphrey Bogart e um filme que nunca sairá do limiar médio de qualidade. Posso estar enganado, mas é o que me parece. Espero estar enganado, para bem do cinema. Mas hoje em dia não se podem criar muitas expectativas, infelizmente.

17 de abril de 2007 às 19:05  

Enviar um comentário

<< Home

Menu Principal

Home
Visitantes
Website Hit Counters

CONTACTO

deuxieme.blog@gmail.com

Links

Descritivo

"O blogue de cinema"

  • Estreias e filmes em exibição
  • Próximas Estreias
  • Arquivos

    Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011

    Powered By





     
    CANTINHOS A VISITAR
  • Premiere.Com
  • Sound + Vision
  • Cinema2000
  • CineCartaz Público
  • CineDoc
  • IMDB
  • MovieWeb
  • EMPIRE
  • AllMovieGuide
  • /Film
  • Ain't It Cool News
  • Movies.Com
  • Variety
  • Senses of Cinema
  • Hollywood.Com
  • AFI
  • Criterion Collection