Deuxieme


quinta-feira, maio 17, 2007

UM FILME CHOQUE





DIA 3

Para hoje mais dois filmes em competição. Quanto ao primeiro Zodiac, de David Fincher, (Quarto de Pânico) nada de novo porque já o visionamos aí em Lisboa e estreia esta semana nas salas com grande apreço da crítica na generalidade. Por aqui fala-se já ‘entre dentes’, que pode ser um dos fortes candidatos à Palma de Ouro, pelo seu rigor formal e por apontar para um género de cinema, entre o thriller e a investigação jornalística, que esteve muito em voga nos anos 70, como é o caso de Os Homens do Presidente de Alan J. Pakula. A surpresa para já na competição chegou com 4 Mois, 3 Semaines, e 2 Jours, um filme sobre o aborto clandestino na Roménia na década de 80 e antes da queda do comunismo. É uma crónica de juventude, protagonizada por duas jovens estudantes que têm que pagar caro a sua decisão. Mas mais que isso é olhar amargo sobre a história de um regime que apodreceu por si próprio, entre as as teias da corrupção diaria e o mercado negro. É um filme de grande tensão dramática, emoção e choque, com cenas impróprias para os mais sensíveis e impressionáveis, mas de grande naturalismo e frieza. 4 Mois, 3 Semaines, e 2 Jours, é uma excelente estreia do realizador romeno Cristian Mungiu, na competição depois de ter passado por Cannes em 2002 na Quinzena dos Realizadores. A propósito abre hoje a Quinzena, com o filme Control, de Anton Corbijn, sobre a ascensão e queda de Ian Curtis, o líder dos Joy Division.

3 Comments:

Blogger Knoxville said...

Não percebo porque é que em todos os anúncios (e já aqui neste post também), aparece David Fincher, "realizador de Sala de Pânico" (filme considerado pela maioria como menor na sua filmografia), invés de Fight Club, Se7en ou The Game. Cumprimentos!

17 de maio de 2007 às 21:46  
Blogger Premiere said...

Não concordo de todo que seja um filme menor na carreira do Fincher...de qualquer modo por norma quando nos referimos a um realizador é normal remeter para o seu último filme. Tem lógica não tem?

18 de maio de 2007 às 17:04  
Blogger Knoxville said...

Tem toda a razão, não é um filme menor de Fincher, e faz sentido colocar o último. Mas certamente também concorda que não, de perto nem de longe, tão consensual no grande público como Se7en ou Fight Club, e que faria muito mais sentido, na divulgação de um filme, usar o maior trunfo de impacto no espectador, de um realizador, e não a sua última obra.

Outro pormenor que reparei agora, porque o título brasileiro no artigo ("Quarto de Pânico") invés do português "Sala de Pânico" ou mesmo do original "Panic Room"?

Cumprimentos, continuem com o excelente trabalho e ritmo que este blogue tem vindo a desenvolver. Brilhante.

20 de maio de 2007 às 18:27  

Enviar um comentário

<< Home

Menu Principal

Home
Visitantes
Website Hit Counters

CONTACTO

deuxieme.blog@gmail.com

Links

Descritivo

"O blogue de cinema"

  • Estreias e filmes em exibição
  • Próximas Estreias
  • Arquivos

    Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011

    Powered By





     
    CANTINHOS A VISITAR
  • Premiere.Com
  • Sound + Vision
  • Cinema2000
  • CineCartaz Público
  • CineDoc
  • IMDB
  • MovieWeb
  • EMPIRE
  • AllMovieGuide
  • /Film
  • Ain't It Cool News
  • Movies.Com
  • Variety
  • Senses of Cinema
  • Hollywood.Com
  • AFI
  • Criterion Collection