Deuxieme


domingo, janeiro 18, 2009

A cavalgada de Valkyrie.

Aquilo que deveria ser tão elementar reveste-se, afinal, no mais intrincado dos exercícios. Alguns filmes, bem como alguns actores, exigem-nos que deixemos à porta da sala de Cinema, mais do que estamos dispostos a deixar. No mundo ideal de Aladino, quando avaliamos uma determinada obra, devemos estar a avaliar somente aquela obra, e mais nenhuma. No entanto, isso seria o mesmo que dar razão ao empirista irlandês George Berkley, que argumentou que o nosso único conhecimento é o que nos chega através dos sentidos. Para além desses dados dos sentidos, dizia ele, não é possível deduzir mais nada. Ora, quatro séculos mais tarde, o método científico – que se confunde mais com a arte do Cinema do que se pensa – veio mostrar que é possível basearmo-nos em experiências anteriores para calcular probabilidades e inferir afirmações mais genéricas. A experiência última passa a ser, então, condicionada – ironicamente, quando não o deveria ser. Quando vemos Jamie Foxx num vídeoclip a afirmar que é um galã imprevisível, e logo de seguida somos confrontados com o trailer de The Soloist, estamos a promover um conjunto de reflexos durante o visionamento do filme que, em última instância, podem influenciar o que achamos da interpretação de Foxx. O simples facto de alguns de nós nos lembrarmos que os lábios de Nicole Kidman e Meg Ryan nem sempre foram assim, pode distrair-nos daquilo que elas estão realmente a fazer no grande ecrã enquanto estamos a ver um filme delas. Há três anos, quando meio mundo viu Tom Cruise aos saltos no sofá de Oprah Winfrey, meio mundo desse meio mundo – aritmética no seu estado puro – ficou para sempre condicionado. Hoje, meio mundo desse meio mundo do primeiro meio mundo, ao ver Valkyrie, continua à procura de um actor sério que já não encontra. Mas, ò meio mundo desse meio mundo do primeiro meio mundo, ele está lá. E, a interpretação de Cruise neste filme, não deve nada a outras tão brilhantes, como o seu Tenente Daniel Kaffee de Uma Questão de Honra (Rob Reiner, 1992), ou Lestat de Lioncourt de Entrevista Com o Vampiro (Neil Jordan, 1994). Se o seu Coronel Claus von Stauffenberg não dá mais, é porque o argumento de Christopher McQuirrie e Nathan Alexander, demasiado centrado em prender o espectador, não lhe permite. Mérito seja dado aos guionistas, por fazerem-nos torcer durante duas horas, por algo que a História se encarregou de contrariar há 64 anos. À custa de algum empobrecimento das personagens, é certo, o enredo respira um fulgor notável, e a verdade é que Bryan Singer oferece-nos um thriller psicológico como há muito não se via. São duas horas intensas, mas poucos são os tiros, poucas são as explosões, poucos são os efeitos especiais. Os dilemas residem nos gestos dos oficiais Nazis. A dicotomia entre o Bem e Mal vê-se numa assinatura. Um telefonema mostra-nos que o mundo jamais poderá ser entendido a preto e branco. Ainda assim, ficamos com a sensação de que o filme poderia ter ido mais além. Nas últimas semanas, temos vindo a constatar que 2008 foi um grande ano para o Cinema. A convicção tem passado a certeza. No entanto, muitos parecem também ter sido os filmes que ficaram a um passo de garantir a intemporalidade. Receamos que Valkyrie seja um deles. Ainda assim, vale bem a pena. Certamente que George Berkeley gostaria de dar uma espreitadela. A estreia está marcada para 05 de Fevereiro.

Alvy Singer

Etiquetas:

Menu Principal

Home
Visitantes
Website Hit Counters

CONTACTO

deuxieme.blog@gmail.com

Links

Descritivo

"O blogue de cinema"

  • Estreias e filmes em exibição
  • Próximas Estreias
  • Arquivos

    Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011

    Powered By





     
    CANTINHOS A VISITAR
  • Premiere.Com
  • Sound + Vision
  • Cinema2000
  • CineCartaz Público
  • CineDoc
  • IMDB
  • MovieWeb
  • EMPIRE
  • AllMovieGuide
  • /Film
  • Ain't It Cool News
  • Movies.Com
  • Variety
  • Senses of Cinema
  • Hollywood.Com
  • AFI
  • Criterion Collection