Deuxieme


segunda-feira, fevereiro 23, 2009

81ª Edição dos Oscars.

A cru. Eis os vencedores.

Melhor FilmeSlumdog Millionaire
Melhor Realizador – Danny Boyle, Slumdog Millionaire
Melhor Actor – Sean Penn, Milk
Melhor Actriz – Kate Winslet, The Reader
Melhor Actor Secundário – Heath Ledger, The Dark Knight
Melhor Actriz Secundária – Penélope Cruz, Vicky Cristina Barcelona
Melhor Argumento OriginalMilk
Melhor Argumento Adaptado Slumdog Millionaire
Melhor Filme de Língua EstrangeiraDepartures
Melhor Filme de Animação Wall-E
Melhor Documentário Man on Wire
Melhor FotografiaSlumdog Millionaire
Melhor MontagemSlumdog Millionaire
Melhor Banda SonoraSlumdog Millionaire
Melhor Canção Original – Jai Ho, Slumdog Millionaire
Melhor Direcção ArtísticaThe Curious Case of Benjamin Button
Melhores Efeitos Sonoros Slumdog Millionaire
Melhor Montagem de Som The Dark Knight
Melhores Efeitos Visuais The Curious Case of Benjamin Button
Melhor Guarda-RoupaThe Duchess
Melhor CaracterizaçãoThe Curious Case of Benjamin Button
Melhor Curta-MetragemSpielzeugland
Melhor Curta-Metragem de Animação La Maison en Petits Cubes
Melhor Curta-Metragem de Documentário Smile Pinki

Bruno Ramos

8 Comments:

Anonymous Pedro Velho said...

The Curious Case of Benjamin Button devia ter ganho o Oscar para melhor filme. De resto, olhem está bem...

Nota final: Grande, grande espectáculo. ;)

23 de fevereiro de 2009 às 05:14  
Blogger claudiagameiro said...

De quem viu os óscares num país onde são 8 da manhã. Lindo espectáculo, Hugh Jackman deixa muito a desejar. Teria ficado contente com a vitória do Benjamim Button assim como fiquei pelo Slumdog Millionaire, torcia pelos dois. Kate, finalmente!! Penélope Cruz....bem....alguma tinha que ser.
No geral, acho que vitórias mais ou menos consensuais.

23 de fevereiro de 2009 às 08:48  
Anonymous Marta said...

Em uma palavra, o espectáculo foi fenomenal.
Destacar quatro momentos: o medley coreografado por Lurman, o dueto de Jackman e Hathaway, o discuro em espanhol de Penélope Cruz e o discurso emocionado de Kate Winslet: sim Kate, já todos nós ensaiámos frente ao espelho da casa de banho, com um frasco de shampô nas mãos.
Como estou com 3 horas de sono em cima e tenho um longo dia pela frente, acho que vou dormir mais um pouco...

23 de fevereiro de 2009 às 10:58  
Anonymous Pedro BC said...

Foi um bonito espetaculo, talvez tenha faltado um pouco de humor ao Hugh Jackman, no entanto o Joaquin Phoenix do Ben Stiller compensou!
Quanto aos vencedores.. Kate Winslet em RR está bastante melhor do que em The Reader.. talvez por isso se justifique o prémio. Quanto aos restantes (apesar da minha preferência por Benjamin Button) penso que estão bem entregues.. Estou curioso em ver este Departures pois Waltz with Bashir foi para mim um dos grandes filmes do ano

23 de fevereiro de 2009 às 11:09  
Blogger cátia said...

UMA NOITE UM BOCADO PREVISIVEL POR ISSO JA ME TINHA CONSCIENCIALIZADO NA VITORIA DO SLUMDOG SÓ AXO K FORAM MAL ENTREGUES NA CATEGORIA DE MELHOR FILME TCBJ E NA BANDA SONORA O ALEXANDRE DESPLAT MERECIA

23 de fevereiro de 2009 às 12:49  
Anonymous Paulo said...

A melhor entreda de osacres a que ja assiti!
E ainda para mais ver Winslet ganhar.
FENOMENAL

23 de fevereiro de 2009 às 13:18  
Anonymous Dare Daniel said...

As únicas coisas que não gostei da cerimónia foi porem-se a cantar uma música do Slumdog e a do Wall-E ao mesmo tempo, foi péssimo e confuso...de ter sido o Sean Penn a ganhar o óscar de melhor actor, estava a torcer pelo Brad Pitt e de o Benjamin Button ter recebido só 3 em 13 nomeações, mas já era algo esperado.

De resto gostei da cena de abertura, da forma como davam os oscars (os cenários diferentes para cada categoria e actores já vencedores de oscars falarem um pouco dos novos nomeados), do oscar para a Penelope, Kate Winslet, Heth Ledger (momento bastante triste quando a família do actor sobe ao palco, e vários actores presentes na cerimónia com lágrimas nos olhos..)

23 de fevereiro de 2009 às 13:30  
Anonymous César said...

De facto a cerimónia estava muito bem preparada, calculada milimetricamente e bem organizada. No entanto (e talvez por isso mesmo) foi uma das mais aborrecidas a que assisti - teve vários momentos muito bons, Hugh Jackman esforçou-se (ainda que tenham feito tanto alarido em relação ao mesmo) mas não foi brilhante (posso recordar, anos passados, momentos hilariantes con Billy Cristal ou Whoppy Goldberg). Uma outra coisa que chegou a levar-me ao desespero foi a quantidade interminável de intervalos (um intervalo depois de cada categoria, na maioria dos casos). Em relação aos prémios já me pronunciarei quando Bruno Ramos disser de sua justiça.

23 de fevereiro de 2009 às 13:51  

Enviar um comentário

<< Home

Menu Principal

Home
Visitantes
Website Hit Counters

CONTACTO

deuxieme.blog@gmail.com

Links

Descritivo

"O blogue de cinema"

  • Estreias e filmes em exibição
  • Próximas Estreias
  • Arquivos

    Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011

    Powered By





     
    CANTINHOS A VISITAR
  • Premiere.Com
  • Sound + Vision
  • Cinema2000
  • CineCartaz Público
  • CineDoc
  • IMDB
  • MovieWeb
  • EMPIRE
  • AllMovieGuide
  • /Film
  • Ain't It Cool News
  • Movies.Com
  • Variety
  • Senses of Cinema
  • Hollywood.Com
  • AFI
  • Criterion Collection