Deuxieme


domingo, fevereiro 01, 2009

A hora de Michelle.

Este é um dos títulos que maior curiosidade suscita para a Berlinale que se aproxima. Um filme que, a certa altura, teve estreia prevista para finais de 2008, como que a fazer-se aos prémios da temporada. No entanto, o lançamento foi adiado, e teremos ainda de esperar mais um bocado para ver Chéri, de Stephen Frears. À cabeça, a obra parece uma sequela de Dangerous Liaisons. Realizador, argumentista (Christopher Hampton) e estrela (Michelle Pfeiffer) do magnifico filme de 1988, vencedor de três Oscar, novamente reunidos, num drama com a França de outros tempos em pano de fundo. Desta feita, o suporte é oferecido pela obra de Collete, sobre o romance entre um homem na flor da idade, e uma mulher mais velha, na Paris dos loucos anos 20. Pfeiffer às ordens de Frears traz-nos boas recordações. Esperemos que esta seja a oportunidade que a carreira da actriz procura desde 1993, ano de The Age of Innocence, para voltar a mostrar que existe uma razão para Michelle Pfeiffer ter abraçado esta profissão. Pfeiffer é a única Bruxa de Eastwick sem um Oscar. Caramba, até Cher já tem um. Ainda é estupidamente cedo para prever o quer que seja para os prémios do próximo ano, contudo, ao olhar para os nomes envolvidos, não podemos deixar de identificar alguns requisitos mínimos preenchidos. Para além de Frears, Hampton (Atonement) e Pfeiffer, o filme conta ainda com os a participação de Kathy Bates e Rupert Friend, a Fotografia de Darius Khondji (Evita, Se7en), o Guarda-Roupa de Consolata Boyle (The Queen), e a Banda Sonora de Alexandre Desplat (The Curious Case of Benjamin Button). Mais imagens e dados do filme podem ser encontrados neste fansite. No Reino-Unido, a estreia está prevista para 27 de Março, o mesmo fim-de-semana do filme no post abaixo.

Alvy Singer

Etiquetas: , ,

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

A ver se é desta que Pfeiffer volta à barra!

2 de fevereiro de 2009 às 15:35  
Blogger Nia said...

Grande notícia para mim, fanática do filme Dangerous Liaisons. Michelle Pfeiffer ficou na minha lista de favorites por causa desse claro, mas tb pelo bom gosto de ser casada com o criador de Ally McBeal (a melhor série de todos os tempos... para mim, claro), David E. Kelley ;)

2 de fevereiro de 2009 às 20:53  
Anonymous César said...

Isto desperta o interesse de qualquer um daqueles que acha que Michelle Pfeiffer é uma das grandes actrizes que não tem tido a melhor das sortes ultimamente. Em relação ao comentário que fez, caro Bruno Ramos, em relação ao Oscar devo só referir que esse ano devería ter ido parar às suas mãos por Dangerous Liaisons e não às de Geena Davis (esta sim uma actriz com uma carreira muito irregular e sem grandes mostras de "talento" nos últimos tempos).

2 de fevereiro de 2009 às 23:26  

Enviar um comentário

<< Home

Menu Principal

Home
Visitantes
Website Hit Counters

CONTACTO

deuxieme.blog@gmail.com

Links

Descritivo

"O blogue de cinema"

  • Estreias e filmes em exibição
  • Próximas Estreias
  • Arquivos

    Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011

    Powered By





     
    CANTINHOS A VISITAR
  • Premiere.Com
  • Sound + Vision
  • Cinema2000
  • CineCartaz Público
  • CineDoc
  • IMDB
  • MovieWeb
  • EMPIRE
  • AllMovieGuide
  • /Film
  • Ain't It Cool News
  • Movies.Com
  • Variety
  • Senses of Cinema
  • Hollywood.Com
  • AFI
  • Criterion Collection