Deuxieme


segunda-feira, junho 18, 2007

FESTIVAL DE ANIMAÇÃO DE ANNECY -DIA 6 (PARTE 2)


Uma noite de confirmações e surpresas foi o que nos ofereceu a cerimónia de entrega de prémios do Festival Internacional de Cinema de Animação de Annecy. Detenhamo-nos apenas nos galardoados mais importantes.

Por um lado, no campo das curtas-metragens as vitórias foram razoavelmente justas. O britânico "Peter and the Wolf", de Suzie Templeton, foi o grande vencedor do festival, conquistando o grande prémio, galardão merecido para o filme mais falado do evento, o que se comprova pela facto de ter ganho também o sempre importante Prémio do Público. As únicas reservas que sobre ele alguns levantavam diziam respeito ao gigantesco custo do filme, 2,6 milhões de euros, e não à sua qualidade intrínseca.

O Prémio Especial do Júri, uma espécie de segundo prémi0 do festival, também foi bem atribuído, ao muito original e graficamente conseguido "The Pearce Sisters", de Luis Cook, uma aposta muito diferente da britânica Aardman, em desenho animado, com uma mulher e uma menina (mãe e filha?) que nada devem à beleza e enfrentam a solidão de forma muito negra e peculiar.

Por outro lado, no campo das longas-metragens, o grande vencedor foi, paradoxalmente, um dos piores, se não mesmo o pior, filme da competição: o norueguês "Slipp Jimmy Fri", de Christopher Nielsen, em animação por computador. Era o filme mais politicamente incorrecto da competição, e esse terá sido o seu trunfo, uma vez que, além de desequilibrado era tecnicamente muito débil. O juri terá querido, talvez, premiar a obra mais adulta, mas acabou por galardoar a mais juvenil da competição, uma vez que toda aquela irreverência surge de forma gratuita e pouco consequente. Quando filmes excepcionais a todos os níveis, como "Paprika", de Satoshi Kon, e "Azur et Asmar", de Michel Ocelot, ficaram de fora do palmarés, a escolha chega a ser ofensiva e ajuda a explicar porque os grandes estúdios nunca colocam os seus filmes neste tipo de competições. Melhor soube julgar o público, que atribuiu o seu prémio à grande revelação da competição de longas: "Max & Co.", de Samuel e Frédéric Guillaume, que conquistou toda a gente com a sua excelente animação de volumes e segurança narrativa. O júri atribuiu ainda uma menção especial, esta merecida, ao encantador filme japonês "A Girl Who Lept Through Time", de Mamoru Hosoda.

A lista integral de prémios pode ser vista no endereço www.annecy.org/home/?Page_ID=603

Menu Principal

Home
Visitantes
Website Hit Counters

CONTACTO

deuxieme.blog@gmail.com

Links

Descritivo

"O blogue de cinema"

  • Estreias e filmes em exibição
  • Próximas Estreias
  • Arquivos

    Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011

    Powered By





     
    CANTINHOS A VISITAR
  • Premiere.Com
  • Sound + Vision
  • Cinema2000
  • CineCartaz Público
  • CineDoc
  • IMDB
  • MovieWeb
  • EMPIRE
  • AllMovieGuide
  • /Film
  • Ain't It Cool News
  • Movies.Com
  • Variety
  • Senses of Cinema
  • Hollywood.Com
  • AFI
  • Criterion Collection