Deuxieme


sábado, dezembro 22, 2007

7 - Eduardo Mãos de Tesoura (1990).

Este é um daqueles típicos casos em que, por mais adjectivos que procuremos, jamais as palavras conseguirão reproduzir com exactidão os sentimentos experimentados durante o visionamento do filme. Este é o filme ideal em todas as ocasiões. Seja para ver na noite da consoada, para ver num primeiro encontro romântico, para ver com um grupo de amigos, para ver com a nossa cara-metade quando fazemos dez anos de casados, para ver de manhã, quando o dia começa, para ver à tarde, quando o sol se põe, ou para ver à noite, quando já todos se foram deitar.

Eduardo Mãos de Tesoura é a obra-prima de Tim Burton. Tudo o que o mestre já nos deu depois deste clássico de 1990, enriquece ainda mais a sua carreira a cada ano que passa. No entanto, bastava que ele tivesse feito este filme para justificar a sua existência.

Quando, há mais de um século, os irmãos Lumiére juntaram um bando de curiosos para ver, num ecrã, um grupo de trabalhadores a sair de uma fábrica em Lyon, todos aplaudiram de pé em êxtase, a novidade. Mal sabiam eles que, cem anos depois, a mesma técnica serviria para contar muito mais do que trabalhadores a sair de uma fábrica. Mal sabiam eles que um senhor chamado Tim Burton realizaria uma história tão bela como Eduardo Mãos de Tesoura.

Que se dane a fotografia, a montagem, os adereços, a partitura, os interpretes, a realização e tudo o resto. Este é um daqueles filmes que, desde o primeiro minuto, não podemos deixar de ver como um todo. E, tudo nele, mas é que é mesmo tudo, roça a perfeição. Poucos filmes dão tanta vontade de saltar para dentro do ecrã como Eduardo Mãos de Tesoura. Falar com Eduardo, dizer-lhe que as coisas não precisam de ser assim, que a esperança deve resistir, que há pessoas más, sim senhor, mas também há pessoas boas… Queremos tocar-lhe, da mesma maneira que ele nos toca. No fundo, queremos retribuir tudo o que ele nos oferece. A ideia de que o amanhã pode trazer sempre um dia melhor. Este é mesmo um filme a ver na noite de Natal.

A Prenda no Sapado: Kim: Hold me. Edward: I can’t. Ninguém consegue ficar indiferente a isto.

Alvy Singer

Etiquetas: ,

6 Comments:

Blogger João Bizarro said...

Ahhhhhhhhh. Agora a coisa começa a melhorar.

Isto sim, é um orgasmo cinematográfico.

22 de dezembro de 2007 às 16:15  
Anonymous JM said...

Um filme do caraças!

22 de dezembro de 2007 às 16:33  
Anonymous Anónimo said...

Vi-o ontem. Mágico.

22 de dezembro de 2007 às 16:53  
Blogger Where Movies Live said...

Este comentário foi removido pelo autor.

23 de dezembro de 2007 às 15:43  
Blogger Where Movies Live said...

é o frankenstein versão Tim Borton, e
e as pessoas que dizem mal do filme de cinema não percebem nada. Obra prima tanto a nível de realização tanto ao nível do desempenho dos actores. 5 *.
À parte: Somos dos amigos que estão a tentar desenvolver um blog sobre cinema, mas focado sobre críticas, hoje postamos a nossa segunda crítica. Gostaríamos se possível um retorno do blog da deuxieme nem que fosse só para comentar uma das críticas ( Eternal Sunshine of the spotless mind e Pan´s labyrint), para podermos melhorar. Abraço.
http://wheremovieslive.blogspot.com/

23 de dezembro de 2007 às 15:44  
Anonymous RJ/KritiCinema said...

Um flme único e apaixonante. Curiosamente acabo de publicar um artigo sobre ele :P

É poesia transformada em imagens, e da poesia mais bela que o Cinema nos pode oferecer!

PS: Já agora, parabéns pelo bom trabalho que têm vindo a desenvolver aqui no blog!

23 de dezembro de 2007 às 19:03  

Enviar um comentário

<< Home

Menu Principal

Home
Visitantes
Website Hit Counters

CONTACTO

deuxieme.blog@gmail.com

Links

Descritivo

"O blogue de cinema"

  • Estreias e filmes em exibição
  • Próximas Estreias
  • Arquivos

    Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011

    Powered By





     
    CANTINHOS A VISITAR
  • Premiere.Com
  • Sound + Vision
  • Cinema2000
  • CineCartaz Público
  • CineDoc
  • IMDB
  • MovieWeb
  • EMPIRE
  • AllMovieGuide
  • /Film
  • Ain't It Cool News
  • Movies.Com
  • Variety
  • Senses of Cinema
  • Hollywood.Com
  • AFI
  • Criterion Collection