Deuxieme


quinta-feira, maio 21, 2009

Critica divide-se.

Poucos filmes deveriam ser tão aguardados em Cannes como Inglourious Basterds. Tarantino de regresso ao Festival. Brad e Angelina na passadeira vermelha. The stuff dreams are made off. Pelo menos, até à estreia do dito cujo. Contudo, a verdade é que após a exibição da obra na Croisette, o final feliz não chegou para todos. A presente edição já esteve mais longe de ficar para a história como a mais ambivalente. Tão depressa passamos dos pincaros para o estatelamento ao comprido. Deste lado, não sabemos em que havemos de ficar. Acima de tudo, parece que do meio termo se fez uma boa de papel, e todos acharam por bem atirar a pobre coitada para o caixote do lixo. Poucos têm sido os títulos injuriados no certame – o que também não abonaria muito a favor do certame. Contudo, muitos têm sido aqueles que dividem radicalmente opiniões. Ou tudo ou nada. E, Inglourious Basterds entra perfeitamente nesta categoria. Ora, veja-se o que diz Sam Ashurt, da Total Film.

Not only did I love every minute, if the French projectionist wanted to cue it up and roll it again from the start, I would have sat through the whole film again, with the biggest grin on my face. This is Quentin’s best film since Jackie Brown. It might even be his best film since Pulp Fiction”.

E, compare-se com o que tem a dizer Peter Bradshaw, do Guardian.

[Basterds] is awful. It is achtung-achtung-ach-mein-Gott atrocious. It isn’t funny; it isn’t exciting; it isn’t a realistic war movie, yet neither is it an entertaining genre spoof or a clever counterfactual wartime yarn. It isn’t emotionally involving or deliciously ironic or a brilliant tissue of trash-pop references. Nothing like that. Brad Pitt gives the worst performance of his life”.

Touchdown. Aqui fica um dos três recentes clips disponibilizados.

Bruno Ramos

Etiquetas: , ,

3 Comments:

Blogger Cinemania said...

A grande crítica que quase todos fazem tem a ver com as poucas cenas de accão. Penso que após Kill Bill vol.1, Tarantino levou com a etiqueta de realizador de filmes de acção sangrentos, sem nenhuma razão para isso. Reservoir Dogs não é um filme de acção, assim como Pulp Fiction ou Jackie Brown. Kill Bill vol.2 também não foi um filme de acção assim como Death Proof. Quentin Tarantino é o realizador dos grandes diálogos. Nem sequer é um realizador fast paced. De resto as críticas que este filme recebeu foram semelhantes ás críticas de Death Proof por alturas da sua estreia. E eu acabei por adorar o filme.

21 de maio de 2009 às 21:47  
Blogger Miguel said...

Por acaso todas as críticas que li e ouvi até agora, incluindo as portuguesas, têm sido muito positivas. Algumas mesmo eufóricas. E todas com especial destaque à interpretação de Christoph Waltz.

Cada vez mais ansioso...

21 de maio de 2009 às 22:34  
Blogger membio said...

tarantino tem sempre algo interessante na manga... e este parece-me ser mais um que irei gostar :)

21 de maio de 2009 às 23:03  

Enviar um comentário

<< Home

Menu Principal

Home
Visitantes
Website Hit Counters

CONTACTO

deuxieme.blog@gmail.com

Links

Descritivo

"O blogue de cinema"

  • Estreias e filmes em exibição
  • Próximas Estreias
  • Arquivos

    Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011

    Powered By





     
    CANTINHOS A VISITAR
  • Premiere.Com
  • Sound + Vision
  • Cinema2000
  • CineCartaz Público
  • CineDoc
  • IMDB
  • MovieWeb
  • EMPIRE
  • AllMovieGuide
  • /Film
  • Ain't It Cool News
  • Movies.Com
  • Variety
  • Senses of Cinema
  • Hollywood.Com
  • AFI
  • Criterion Collection